Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Notícias

Congresso debate metodologias ativas, papel das tecnologias, material didático, curadoria digital, formação de professores e EaD

13/11/2018 - Batatais

O Claretiano – Centro Universitário sediou entre os dias 8 e 10 de novembro o 1º Congresso Internacional RDC / EaD e o 15º Workshop NPT com a presença de palestrantes referências na educação a distância que abordaram temas atuais e muito relevantes para o mundo acadêmico. No primeiro dia do evento o Profª Ma. Kassandra Brito de Carvalho, que é consultora pedagógica da Pearson Education – Brasil, foi responsável por falar sobre ‘Metodologias ativas na docência do Ensino’ enfatizando a aprendizagem ativa com teoria e práticas para o aprendizado centrado no aluno e realizou uma dinâmica com os presentes sobre o tema. “A aprendizagem ocorre por meio do relacionamento entre conhecimento prévios e novos, de forma que os mais antigos são remodelados, resultando em conhecimentos construídos pelo aprendiz, trazendo-lhe significado ao relacionar os novos aprendizados à sua realidade”, conta.

Já ‘O papel das tecnologias no ensino – aprendizagem nos cursos da área da saúde’ foi o tema apresentado pelos Professores Doutores, Fátima de Lourdes dos Santos Nunes Marques, da USP, e César Alberto Lucio Ramírez, da Escuela de Medicina Ignácio A. Santos – Instituto Tecnológico y de Estudios Superires de Monterrey, México. Segundo a Profª Drª. Fátima Marques, é essencial a capacitação para acompanhar as mudanças no ensino. “A aprendizagem vai muito além de memorizar, é preciso aprender a fazer, adquirir experiências. Alguns estudos apontam que quando a gente interage aprende mais”, conta.

A Prof. Ma. Patricia Rodrigues Miziara Papa, do Centro Universitário Barão de Mauá, esteve na mesa temática – ‘Material Didático EaD - Métodos Tradicionais e Novos (Pontos Positivos e Negativos)’, que também contou com a presença do Prof, José Benedito Alves, docente no Claretiano. Na ocasião a Prof. Ma Patrícia Papa falou sobre material didático para alunos EAD, sobre como elaborar esse tipo de conteúdo, quais são as fontes possíveis para o professor-autor, sobre a escrita autoral e criativa necessária para manter uma linguagem dialógica.  "O objetivo do material é provocar e discutir com o aluno as variadas possibilidades daquele assunto e não trazer respostas exatas. É preciso lançar perguntas e fazê-lo refletir sobre aquela teoria na realidade dele. É possível propor, por exemplo, entrevistas, coleta de relatos, levantamento de propostas e projetos de intervenção", explica ressaltando que a “a trilha de aprendizagem tem uma proposta de expansão. O estudante está trilhando, mas não está sozinho. O docente está com ele o tempo todo".

A Curadoria Digital foi o tema explorado pelo Profº. Dr. Aquiles Ratti Alencar Brayner, da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). E um dos assuntos abordados foi o repositório institucional, que é um conjunto de serviços que uma organização oferece aos membros de sua comunidade para o gerenciamento e disseminação de materiais digitais criados pela instituição e seus membros da comunidade.

Encerrando as atividades do dia 9, sexta-feira, a Profª. Drª. Maria Alice Carraturi Pereira, diretoria de Formação e Desenvolvimento dos Profissionais da Educação Básica (MEC) e a Profª. Drª. Carina Bossu, The Open University – Reino Unido, abordaram a ‘Formação de professores em EaD’, aconteceu apresentação de trabalho em formato de pôster e o Coral da USP fez uma apresentação especial na sede do Claretiano.

Encerrando o Congresso, o sábado,10, foi marcado por apresentação de trabalhos e pela mesa redonda ‘Qual a EaD que queremos?’ com relatos de prática da tutoria em EaD em diferentes países, tendo como mediador o Profº. Drº. José Dutra de Oliveira Neto.

= = = = = = = = = = = = = = = =