Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Notícias

Estudantes apresentam trabalhos no 10º Congresso Internacional de Fisioterapia

12/12/2018 - Batatais

Sete alunos do oitavo semestre de Fisioterapia do Claretiano - Centro Universitário de Batatais participaram do 10º Congresso Internacional de Fisioterapia, que aconteceu em setembro em Fortaleza, no Ceará. Cinco deles apresentaram trabalhos científicos. 

Foram expostos os resultados de diversos estudos realizados no Labim (Laboratório de Análise Biomecânica do Movimento) e no Lafis (Laboratório de Avaliação Física) por meio do Grupo de Pesquisa em Saúde, Educação e Qualidade de Vida — coordenado pelos professores Dr. Edson Donizetti Verri, Dr. Evandro Marianetti Fioco e Dr. Cesar Augusto Bueno Zanella. 

O aluno Youssef Dias Saleh Brahim foi um dos participantes. Ele levou ao congresso um trabalho sobre a correlação entre a musculatura do abdome e a musculatura adutora. “Nós queríamos descobrir se havia essa correlação e, para isso, estudamos indivíduos atletas e sedentários utilizando a condição física de flexão do tronco. Foram dois meses de estudos”, explicou Brahim. 

Já a estudante Lara Cristina Pereira de Andrade expôs dois trabalhos. Um deles sobre dissociação escapular tratada com neopilates, que envolve arte circense, pilates e treinamento funcional. O outro trabalho apresentou os resultados sobre a investigação da correlação morfológica através da eletromiografia do músculo abdominal reto e de um músculo adutor do braço. “Apresentamos esse trabalho tentando provar essa correlação, já que existia uma hipótese de que ela ocorra em homens”, afirmou. 

Fisioterapia respiratória 

Também foram apresentados trabalhos de uma área específica da fisioterapia, a respiratória. Inclusive, os estudantes puderam ter contato com um profissional que é referência nesse assunto, o fisioterapeuta George Jerre Vieira Sarmento, que é ex-aluno do Claretiano - Centro Universitário de Batatais e hoje é presidente do departamento de fisioterapia da Sociedade Paulista de Terapia Intensiva e coordenador técnico de fisioterapia do Hospital São Luiz - Unidade Jabaquara, em São Paulo. 

O aluno Mateus dos Santos Escolano Rodrigues, por exemplo, desenvolveu uma pesquisa nesse campo que pode ajudar pessoas com deficiência visual. 

Ele aplicou os conhecimentos adquiridos no curso de Fisioterapia para analisar a postura dessas pessoas. “Os cegos apresentam posturas incorretas por não terem noção do espaço e isso acaba acarretando problemas respiratórios”, disse. 

Sobre o congresso, ele afirmou que foi o momento de encontrar muitos profissionais e ter contato com trabalhos que são considerados novidades.

Isabella Chaves Moreira Lima expôs uma pesquisa que aborda questões respiratórias relacionadas à apneia do sono. “Participaram do estudo 26 pacientes, dos quais analisamos diversos dados como saturação periférica de oxigênio, horas de sono, índice de apneia e hipopneia e a pressão do aparelho CPAP, que é utilizado pelas pessoas com apneia”, explicou. 

De acordo com a estudante, o resultado apontou que houve uma melhora da qualidade de vida dos pacientes que utilizaram o aparelho. Os dados foram avaliados antes e após seis meses de tratamento. 

Helena Salloum Cury, do sexto semestre de Fisioterapia, participou de palestras durante o congresso e assistiu às apresentações de pesquisas. Segundo a aluna, o evento aumentou a visão dela a respeito do universo da fisioterapia. “O congresso me ensinou coisas novas e pude aprofundar meu conhecimento”, disse. 

Fisioterapia no Claretiano 

O curso de Fisioterapia no Claretiano - Centro Universitário é oferecido na modalidade presencial e semipresencial. São 5 anos de aprendizado com carga horária total de 4 mil horas. Em agosto de 2018, a graduação presencial recebeu nota 4 na renovação de reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). A escala avaliativa vai de zero a cinco. 

Acesse a página do curso e saiba mais!

= = = = = = = = = = = = =