Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Notícias

Indígenas participam do processo seletivo em Boa Vista

21/01/2019 - Boa Vista

O Claretiano – Centro Universitário, em Boa Vista (RR), realizou no dia 19 de janeiro o primeiro processo seletivo de 2019 direcionado à comunidade indígena local. No total 449 inscritos disputam 65 vagas divididas entre os cursos de Pedagogia, Enfermagem e Educação Física (Licenciatura). A prova do vestibular foi uma redação com temática atual e todos tiveram até duas horas para escrever o texto. É importante ressaltar que os envolvidos no projeto assumiram o compromisso perante suas comunidades de concluir o curso superior e aplicar todos os conhecimentos adquiridos em benefício de seus povos.

Para participar do seletivo os indígenas apresentaram o registro administrativo de nascimento do índio (RANI) emitido pela Fundação Nacional do Índio (Funai). Além de uma indicação do tuxaua (chefe indígena) com anuência da comunidade e uma declaração de próprio punho assinada pelo declarante atestando que não está cursando ou já possui uma graduação. Apresentaram também uma declaração de residência, assinada pelo Tuxaua da comunidade e o certificado de conclusão do Ensino Médio.

Vale lembrar que os indígenas contam com total apoio do polo de Boa Vista para a realização de todas as atividades, inclusive para acessar a Sala de Aula Virtual (SAV). Os alunos das comunidades que não forem beneficiadas com Internet ou mesmo os que não têm computador podem usar a estrutura do polo. No local há monitores treinados e capacitados para atender todos os indígenas nos encontros presenciais estabelecidos no calendário acadêmico dos cursos.

O Claretiano em Boa Vista oferece graduação para a comunidade indígena desde 2015 atendendo à solicitação das comunidades de Roraima, Estado que concentra mais de 400 comunidades indígenas, sendo a unidade federativa que abriga a maior quantidade de etnias no País. Essa oportunidade oferecida a eles vai ao encontro da missão da instituição que é de capacitar a pessoa humana para o exercício profissional e para o compromisso com a vida, mediante uma formação integral.

O ensino destinado aos povos indígenas, por meio do Claretiano – Centro Universitário, iniciou-se em 2015 com o curso Pedagogia para os professores das comunidades que não tinham formação superior.

O resultado com os aprovados será divulgado no dia 30 de janeiro.

= = =