Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Notícias

Egressa do Claretiano é aprovada em 1º lugar em residência na área de atenção ao câncer

07/02/2019 - Batatais

O curso de Fisioterapia do Claretiano – Centro Universitário de Batatais aprovou mais uma egressa na residência. Alessandra Gonçalves Martins, que estou na instituição entre os anos de 2014 a dezembro de 2018, iniciará em março, na FAMERP - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto - a residência multiprofissional em Saúde na área de Atenção ao Câncer. “Eram apenas duas vagas para essa residência e saber que conquistei o primeiro lugar foi muito gratificante”, conta Alessandra ressaltando que estudava diariamente para poder conquistar o objetivo. “Quando soube do processo seletivo na FAMERP estava fazendo estágio. Então, tive que conciliar os estágios com os estudos. Eram poucas vagas e a vontade de passar era muito grande, mas me empenhei e consegui”, explica.

Todo o suporte necessário para essa conquista Alessandra conta que encontrou no Claretiano, durante toda a graduação. “Foram anos incríveis com muita experiência. Os professores não mediram esforços para nos transmitir o conhecimento que precisamos. Além disso, participei de todos os encontros científicos, palestras, Feiras e Congressos durante o curso, o que me deu uma grande base”, explica.

Para esta nova fase Alessandra tem uma mensagem de agradecimento, confira:

“Poder estar concluindo uma graduação e iniciando uma residência é de muita satisfação. Todas as batalhas que você enfrenta durante seus anos letivos são meros grãos de areia diante da imensa felicidade que é poder estar realizando um sonho. Saber que tive ótimos professores ao meu lado me torna uma pessoa especial, porque além do conhecimento, tiveram confiança em mim, e é essa confiança que me fez buscar os objetivos que corro atrás, e esta residência não foi diferente, pois ela era um objetivo que eu almejava muito. Só tenho a agradecer a Deus, minha família, aos meus professores e em especial ao meu professor de oncologia, que acreditou em mim”.

Alessandra Gonçalves Martins