Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Notícias

Parceria com Diocese de Divinópolis dá origem a curso de diaconato permanente

07/11/2019 - Batatais

Uma parceria com a Diocese de Divinópolis (MG) dará origem à criação de um curso de diaconato permanente. O assunto foi tratado em uma reunião no último dia 5 de novembro no Claretiano - Centro Universitário de Batatais, com a participação de Dom José Carlos Souza Campos, bispo da diocese. 

De acordo com o Prof. Me. Eugenio Daniel, coordenador geral da Ação Comunitária e Pastoral do Claretiano, a ideia é de que o curso ofereça uma formação mais rápida, abrindo a oportunidade para quem pretende ordenar-se diácono e desenvolver atividades nas paróquias e comunidades de todo o país. 

“O curso deverá ser elaborado já para o próximo ano e seguirá os moldes de cursos de extensão. As aulas serão realizadas a distância, abrindo a possibilidade para os interessados de qualquer localidade se inscreverem”, disse. 

A reunião contou ainda com a participação do reitor do Claretiano, Pe. Sérgio Ibanor Piva, do pró-reitor administrativo, Pe. Luiz Botteon, do coordenador geral de educação a distância, Evandro Luis Ribeiro, e do supervisor geral de polos, Rodolfo Grecco. 

Diaconato permanente 

O diácono é aquela pessoa que recebe uma formação específica para realizar atividades que se assemelham às dos padres. Existem dois tipos de diaconato: o transitório e o permanente. O primeiro tipo é um dos estágios anteriores à ordenação sacerdotal. 

Já o segundo, que será o caso da formação oferecida pelo Claretiano, é voltado para pessoas que exercem uma função de destaque em serviços prestados à sua paróquia e/ou comunidade. Essas pessoas devem ser indicadas pela Diocese correspondente, pois elas serão ordenadas para exercer as funções correspondentes. Dessa forma, os diáconos permanentes serão sempre diáconos. 

Entre as atividades permitidas aos diáconos permanentes estão: realização de cerimônias religiosas, batismos e casamentos, além de auxiliarem em questões administrativas das paróquias. Para se tornar um diácono, é necessário, além do curso, ter proximidade com a paróquia e seguir regras especificadas por cada diocese. 

= =