Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Notícias

'Coração': projeto de ex-aluna ameniza dores, inquietações e angústias em Bauru

26/03/2020 - Batatais

Que conversar com um amigo traz alívio todo mundo já sabe, mas, já imaginou poder ‘conversar’ com um boneco e receber um carinho mais que especial? Pois é, isso é possível em uma escola estadual, na cidade de Bauru (SP), graças a ex-aluna dos cursos de Filosofia e Geografia do Claretiano – Centro Universitário de Batatais, Elaine Mussi, que criou o projeto ‘Coração’.

“Coração é um pequeno boneco que possui uma mochilinha nas costas, e nela, os alunos da escola estadual Professor Ayrton Busch, em Bauru, podem deixar bilhetinhos que podem ser nominados ou anônimos, com pedidos de temas de aula, ajudas, desabafos e até recadinhos de incentivo ao trabalho”, explica.

Elaine conta que o projeto surgiu em 2018 depois de ouvir muitos relatos de seus alunos. “Durante minhas práticas pedagógicas na escola que se iniciaram em fevereiro de 2011, procurava ouvir e amenizar as dores, inquietações e angústias dos meus alunos nos quais era possível perceber algum sinal de desordem emocional. Contudo, no ano de 2018, ao orientar uma aluna, percebi que nem sempre eles deixam sinais visíveis de que necessitam de ajuda. Nesse dia, ao ouvir o relato de uma aluna chorei muito e pensei como poderia ajuda-la. Assim, em 16 de junho de 2018, resolvi idealizar um boneco: o Coração”, conta.

Ajuda do ´Coração’

Desde que foi criado o Coração já recebeu centenas de bilhetes. Eles são lidos pela professora que procura auxiliar em todos os casos, inclusive os mais delicados. “São muitas histórias difíceis, inclusive algumas são anônimas e revelam histórias muito tristes. Quando o bilhete é acompanhado do nome do aluno, propicio momentos para escutar o problema e buscar formas para ajudá-lo, sendo alguns bilhetes encaminhados para a mediação escolar com a anuência do aluno que confiou na discrição do boneco, ou seja, em mim, para expor a sua angústia. Quando o bilhete não possui nome, o aluno que o encaminha identifica apenas a sala de aula e o assunto, o ‘Coração’ age estabelecendo um diálogo com todos daquela sala”, diz.

O ‘Coração’ já recebeu bilhetes pedindo a abordagem de vários temas em sala de aula, por exemplo, depressão, violência sexual, HIV, prevenção à vida, e outros. “É uma imensa alegria poder ajudar meus alunos. Confesso que em muitos casos eu choro porque fico pensando no drama vivido por eles, mas o choro se transforma em força para ajudá-los. Sou professora por amor e procuro dar o meu melhor. Meus alunos sabem que podem contar comigo, pois leio todos os bilhetes. Quando o aluno não pede o bilhete de volta eles ficam guardados no Baú do Coração”, diz.

Mudança de comportamento

Desde que o ‘Coração’ existe Elaine conta que notou mudanças no comportamento de seus alunos. Afinal, por meio de bilhetes eles se sentem acolhidos e se fortalecem uma vez que se vê percebido pelo outro. “Muitos alunos após os processos de mediação, retornam bilhetes ao boneco para deixar registrado a sua gratidão”, conta.

Outro ponto relevante que a professora percebeu é que vários alunos que já foram escutados pelo ‘Coração’, ao perceberem colegas em situação semelhante os encorajam a escreverem bilhetes para o boneco. “Indiretamente, além de competências socioemocionais, trabalhamos solidariedade e as competências leitora e escritora. É muito gratificante perceber que para além do processo de aprendizagem dos conteúdos das disciplinas, tocamos a alma de cada aluno”, explica.

 Novo projeto

“Todos que têm o contato com a missão de Claret e a internaliza, carrega dentro de si uma vontade imensa de ser luz para si e para os outros. Lendo a biografia de Santo Antonio Maria Claret, me encantei com sua forma de ensinar e de entender o outro que é um ser único e irrepetível e merece todo o nosso respeito”, relata.

Diante disso e com o resultado positivo do ‘Coração’, Elaine conta que está desenvolvendo um outro projeto que tem o objetivo de trabalhar as macrocompetências e habilidades socioemocionais, como abertura ao novo, amabilidade, autogestão, engajamento com os outros e resiliência emocional. 

O ‘Coração’ possui uma página no Facebook e hoje conta com mais de 1000 seguidores. Nessa página, os alunos também podem desabafar por meio do Messenger. Para conhecer a página do ‘Coração’, clique aqui

Conheça a autora do ‘Coração’

Elaine Mussi é Especialista em Planejamento Educacional e Docência para o Ensino Superior (ESAB). Especialista em Mídias na Educação (USP) e Especialista em Docência em Filosofia (UNESP). Licenciada em Filosofia (Rio Claro – 2006 a 2008) e Geografia (Batatais – 2008 -2010). Mestra em Educação pela Faculdade de Ciência e Tecnologia - UNESP - Campus Presidente Prudente - Orientador: Klaus Schlünzen Junior. Formada em nível médio no curso Magistério no ano de 1990, Escola Estadual Christino Cabral. Professora da Rede Pública do Estado de São Paulo colaboradora/tutora em cursos de extensão do Centro Universitário Claretiano.

Está na área da educação pública do Estado de São Paulo em 2008 como professora substituta e no ano de 2010 fui aprovada em concurso público assumindo todas as aulas de Filosofia da Escola Estadual Professor Ayrton Busch em Bauru/SP. No ano de 2019, também assumi algumas aulas de Geografia em virtude de minha formação específica. Agora em 2020, assumi também a disciplina Projeto de Vida.

 

 

= =