Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Notícias

Dia Mundial de Conscientização do Autismo, compromisso e responsabilidade

02/04/2020 - Batatais

Em 2020, pela primeira vez, a comunidade envolvida com a causa do autismo no país todo segue unida em uma campanha nacional com tema único: “Respeito para todo o espectro”, para celebrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que acontece todo 2 de abril — data criada em 2007 pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Ao mencionar “todo o espectro” no tema, a campanha deixa claro que há uma extensa diversidade, um espectro, na maneira como o autismo afeta cada indivíduo, havendo desde pessoas com graves comprometimentos e comorbidades (outras condições de saúde associadas, como epilepsia e deficiência intelectual) até os chamados “autistas de alto funcionamento”, com sinais e sintomas muito leves do transtorno (antigamente diagnosticados com síndrome de Asperger). Por isso, o nome técnico ganhou a palavra "espectro", Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), pela grande variação de características e intensidades.

O pedido é por respeito nas políticas públicas (quase inexistentes no país), respeito no tratamento e terapias por meio do SUS (sem previsão do mínimo aceitável), respeito na inclusão no mercado de trabalho, na educação, em eventos, na sociedade de um modo geral e, logicamente, mais informação e menos preconceito.

Tendo em vista a proposta da campanha nacional, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Especial e Inclusão (GEPEEI) do Claretiano – Centro Universitário de Batatais, em parceria com o Núcleo de Acessibilidade desta mesma Instituição, busca apoiar todo esse movimento mundial, em prol das pessoas com a Transtorno Espectro Autista (TEA), em consonância com a proposta da Campanha Nacional 2020: “Respeito para todo o espectro”, por meio das atividades previstas Calendário Inclusivo do Claretiano - Rede de Educação.

O Claretiano tem compromisso e responsabilidade educacional e social frente as propostas de inclusão em nível nacional e mundial. Pensando nisso, foi criada a pós-graduação em Transtorno do Espectro Autista.

O curso visa capacitar profissionais como pedagogos, psicopedagogos, psicólogos, fonoaudiólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e demais profissionais de nível superior interessados na área a atuar com portadores de TEA. A formação teórico e prática é consistente e possui base ampla de conhecimento a respeito de experiências didático pedagógicas.

Saiba mais sobre o curso, matriz curricular e outras informações clicando aqui.

Faça parte desse grupo que luta pela igualdade, inclusão e políticas públicas para o autismo. Conscientização e respeito é dever de todos.