Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Notícias

Egresso do Claretiano é aprovado em Programa de Aprimoramento Profissional em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica

No dia 16 de dezembro de 2016, o francano, Matheus Rezende Lima concluiu o curso de Fisioterapia no Claretiano – Centro Universitário. E em menos de um mês já obteve três importantes conquistas na vida profissional. Ele foi aprovado no concurso público como Analista de Saúde - Fisioterapeuta, da prefeitura municipal de Alfenas, Minas Gerais; foi aprovado também nos programas de Aprimoramento Profissional em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica pelo Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo HC-USP e na Residência Multiprofissional de Saúde em Reabilitação Física pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP, cujas aulas começam no dia 2 de março de 2017.

Matheus explicou que a Residência Multiprofissional em Saúde da FAMERP é uma especialização lato sensu destinada a educadores físicos, enfermeiros, biólogos, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, odontólogos, psicólogos, médicos veterinários e terapeutas ocupacionais. “O curso se desenvolve em regime especial de treinamento em serviço, com 60 horas semanais, constituindo - se de atividades teóricas e práticas. Nela irei estudar a Reabilitação Física num todo, passando pelas áreas de fisioterapia hospitalar, fisioterapia neurológica, fisioterapia ortopédica e traumatológica e atenção à saúde da família”, conta ressaltando que o curso tem a duração de 24 meses.

Já o aprimoramento, segundo o estudante, se desenvolve em regime especial de treinamento em serviço, sob orientação de profissionais qualificados, com 40 horas semanais, constituindo - se de atividades teóricas e práticas. “É como se fosse um programa de residência, mas com uma duração menor. É desenvolvido através de 80% atividades práticas de atendimento fisioterapêutico no CER - Centro Especializado de Reabilitação do HC-USP e 20% atividades teóricas. No meu caso, passei na área fisioterapia ortopédica e traumatológica, mas também tem programas voltados para as outras áreas da fisioterapia”, conta Matheus.