Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Segurança Pública e Cidadania

Inscreva-se

saiba mais sobre o curso e faça sua inscrição

Duração do curso

10 meses com 3 encontros presenciais. O primeiro encontro para o início do curso será apresentado o modelo, os critérios e as normas da educação a distância do Claretiano; os outros dois serão para as avaliações das disciplinas e o TCC.

Carga horária

selecione o local e como estudar

Valor da mensalidade

selecione o local e como estudar

Portaria de Autorização

Coordenador(a)

Sobre o curso

O curso objetiva estimular a compreensão do exercício da atividade de segurança pública como prática da cidadania; o posicionamento crítico, responsável e construtivo nas diferentes situações sociais; a percepção dos agentes transformadores da realidade social e histórica do país; o conhecimento e valorização da diversidade que caracteriza a sociedade brasileira; e o desenvolvimento do autoconhecimento dos profissionais da segurança pública. Almeja-se, ainda, instituir um espaço de discussão e reflexão sobre o sistema policial e de justiça criminal, estimulando a reflexão crítica em torno da realidade da segurança pública; estimular a problematização, o estudo e o aprofundamento analítico das questões oriundas da segurança pública; difundir a cidadania, os direitos humanos e a educação para a paz como diretrizes para a atuação profissional dos envolvidos com a questão da segurança pública; articular o conhecimento prático e operacional com a reflexão teórica em torno da realidade da segurança pública; incentivar a produção intelectual que venha a contribuir para o processo de consolidação de uma nova realidade para a segurança pública; qualificar o aluno para a pesquisa e o magistério superior. A formação torna o aluno especialista em Segurança Pública e Cidadania, possibilita o aprimoramento dos profissionais que atuam nessa área e traz conteúdos que facilitam a atividade docente.

Público-alvo

Profissionais portadores de diploma de nível superior que atuem ou tenham como perspectiva atuar na área de segurança: membros da brigada militar, polícia civil e guardas municipais; membros da polícia federal; membros de conselhos municipais de justiça e segurança; funcionários de empresas de segurança privada, juízes, promotores e funcionários do Poder Judiciário; membros do Ministério Público; profissionais liberais; médicos e profissionais da área da saúde; membros de ongs; assessores parlamentares; sociólogos, antropólogos e outros cientistas sociais; psicólogos; advogados; jornalistas; membros de conselhos tutelares, funcionários do sistema prisional, membros de fundações especializadas e assistentes sociais; funcionários das Secretarias de Segurança, estaduais e municipais.