Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

v.1, n.1, jan./jul. 2011

ISSN 2237-2334

Revistas Científicas

Claretiano - Centro Universitário
Rua Dom Bosco, 466 / Bairro: Castelo

CEP: 14300-000 / Batatais - SP

Telefone: (16) 3660-1680
E-mail: revead@claretiano.edu.br

É com entusiasmo que apresentamos Educação a Distância - Revista Científica  do Centro Universitário Claretiano, um periódico voltado para a Educação a Distância no Brasil e no mundo, com o objetivo de compartilhar assuntos voltados para os processos sócio educativos e sua interação com as tecnologias em tempos e espaços diversos.

Sentimo-nos honrados e ao mesmo tempo cientes da nossa dedicação e responsabilidade ao sermos apontados pelo MEC em 2010 como uma das melhores instituições do País em Ensino a Distância. A Revista surge em um momento ímpar, em que buscamos essa interação e reflexão com toda a comunidade acadêmica, na contínua construção para a consolidação e qualidade do ensino no Brasil.

Nesta edição nossos leitores poderão conferir oito artigos, um relato de experiência e uma resenha.

A contribuição das instituições católicas para a educação a distância no Brasil abre esta primeira edição com um tema interessante, de cunho histórico, humanista e de vanguarda. A gestão de cursos de extensão a distância é outro assunto que nos trazer elementos concretos e inspiradores para a estruturação na modalidade extensão, tão importante no aperfeiçoamento profissional. O ensino presencial e virtual é contracenado no ensino de Artes. Direito e cidadania são temas que não poderiam ficar de fora, trazendo-nos uma boa aula de conceitos constitucionais e a democratização do ensino. Recursos computacionais aplicados a aprendizagem EaD Claretiano revelam os problemas e soluções para um constante aprimoramento, visando a qualidade do ensino e a interdisciplinaridade. Um enfoque sobre as motivações e flexibilização dos estudos traz pós e contras e levanta os preconceitos sob uma ótica ampliada. Abordagem humanista também enriquece a discussão teoria e prática à luz de Paulo Freire e Carl Rogers. Inclusão e deficiência visual, experiência com vídeo aula na Saúde e um resumo sobre a relação entre Heurísticas de usabilidade de software e de Ensino-aprendizagem são mais três contribuições que fecham esta tão esperada edição.

Boa leitura!

Comissão Editorial

Angelo Piva Biagini - Coordenador Geral de Pesquisa e Iniciação Científica

Artieres Estevão Romeiro - Editor

Barcelos Fernandes - Editor

Rafael Archanjo - Editor

Conselho Editorial
Amaline Boulus Issa Mussi (UNISUL-SC)
Ana Cláudia da Silva (UNIVALE-MG)
César Apareciddo Nunes (UNICAMP)
Cláudia Regina Bovo (UFMT-MT)
Daniel Mill (UFSCAR-SP)
Jeferson Pistori (UCDB-SP)
João Vianney (Hoper Consultoria)
Juscimara Roesler (UNISUL-SC)
Lania Stefanoni Ferreira (Claretiano-SP)
Lúcia Giraffa (PUC-RS)
Marcelo Donizete da Silva (Claretiano-SP)
Marcia Campos de Oliveira (Claretiano-SP)
Patrícia Lupion Torres (PUC-PR)
Stefan Vasilev Krastanov (UFMS)

Projeto gráfico e capa
Barcelos Fernandes
Rafael Archanjo
Artieres Estevão Romeiro

Editorial

Confira o Editorial

 

A Contribuição das Instituições Católicas para a Educação a Distância no Brasil
Este artigo apresenta uma breve reflexão acerca da Educação a Distância no Brasil e a contribuição das Instituições de Ensino Superior Católicas na consolidação desta modalidade de ensino. Ressalta a organização, vanguarda e qualidade de Ensino de instituições Católicas e de modo especial a articulação da CVA-RICESU (Comunidade Virtual de Aprendizagem da Rede de Instituições Católicas de Ensino Superior, composto por instituições localizadas em diversos pontos do território brasileiro, que formam uma comunidade virtual para oferta de cursos na modalidade EAD dentro do espírito humanista e ético-cristão.
Artieres Estevão Romeiro; Lucia Giraffa; Evandro Ribeiro

 

Gestão de cursos de extensão universitária na modalidade a distância do Centro Universitário Claretiano
Resumo: A educação, no contexto nacional, se configura como uma forma de acesso ao conhecimento e a formação profissional. Para isso os cursos na modalidade à distância desempenham um papel de formação e inclusão de muitas pessoas no mercado de trabalho. Uma gestão acadêmica efetiva pode proporcionar uma acessibilidade mais confortável ao estudante, por meio de uma metodologia eficaz e apropriada. O curso de extensão universitária pesquisado, Cinema em sala de aula, se propõe a contribuir para o processo de formação qualificada desse aluno por meio de uma metodologia baseada no ensino online. Para isso, o curso conta com uma sala de aula virtual para que o aluno possa desenvolver seus estudos e pesquisas, com ferramentas de apoio ao trabalho, tais como: chat, lista e fórum de discussões, e-mail etc. Além do trabalho didático, inerente ao curso de extensão universitária, a instituição promotora também se propõe a oferecer, ao estudante, uma formação baseada nos princípios da ética, da justiça, da liberdade, enfim, uma educação pautada nos princípios humanos e de produção social/colaborativa dos conhecimentos construídos.
Carlos Adriano Martins

 

O ensino da arte: discussões sobre a aprendizagem presencial e virtual
Resumo: Este artigo apresenta reflexões e experimentos do curso de Artes, influenciados pela ação criativa nas aprendizagens presencial e virtual. Estas experiências foram proporcionadas por meio do material didático mediacional, da sala virtual do Centro Universitário Claretiano, dos encontros presenciais e da interação entre programas, experiências e participação discente coordenada pelo professor. A pesquisa resgata autores como Benjamin, Snyders, Levy, Dewey e Barbosa, entre outros, na tentativa de aprofundar discussões sobre a virtualidade.
Betania Libanio Dantas de Araujo

 

Direito fundamental à educação: ditames constitucionais e a atuação do Centro Universitário Claretiano

Resumo: No presente artigo analisa-se, com base no método de revisão bibliográfica, a subsunção das propostas institucionais do Centro Universitário Claretiano, na modalidade EAD, apresentadas na Missão Institucional, aos ditames constitucionais que regem a educação, em especial o disposto no Título VIII, capítulo III, seção I – Da Educação –, art. 205. Citado dispositivo abre o capítulo III, referente à educação, cultura e desporto, trazendo os objetivos constitucionais basilares regentes da educação, a saber, o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. Analisa-se, em primeiro, conceitos jurídicos essenciais para o tema. Após, é realizado o cotejo das disposições constitucionais referentes à educação com o documento denominado Missão Institucional. Por fim, também é analisado o papel do projeto político-pedagógico na busca dos ditames constitucionais inerentes à educação.

Cristiano de Barros Santos Silva

 

Contribuições para o uso de recursos computacionais aplicados na avaliação da aprendizagem na EaD do Claretiano

Resumo: O Modelo de Avaliação utilizado na Graduação a Distância do Claretiano necessita da participação de diferentes agentes, empenhados na execução de atividades destinadas a elaborar, publicar, imprimir, aplicar, digitalizar, corrigir, consultar e revisar avaliações ou provas. Com o objetivo de contribuir para o uso de recursos computacionais aplicados na EaD do Claretiano, este trabalho foi desenvolvido com base numa perspectiva científica, podendo ser classificado como pertencente às ciências aplicadas, resultante da investigação de tecnologias da computação, utilizadas como ferramentas de apoio no contexto da avaliação da aprendizagem. O uso das técnicas da documentação indireta na forma de pesquisa documental e bibliográfica, da documentação direta mediante pesquisa de campo e da observação direta intensiva participante caracteriza os princípios metodológicos adotados. Ao identificar deficiências e problemas na perspectiva das atividades, o trabalho realizado permitiu indicar as lacunas de aprendizagem na perspectiva dos agentes envolvidos, dimensões capazes de orientar ações institucionais de formação continuada.

Luiz Fernando Tavares Meirelles; Danilo da Silva

 

Educação a distância: a força de vontade e dedicação aliadas à flexibilidade nos estudos

Resumo: Neste trabalho poderemos apreciar algumas reflexões, experiências e visões sobre educação a distância dos seus primórdios até os dias atuais, bem como a regulamentação adotada pelo Brasil para esta modalidade, avaliar de forma sucinta o perfil do aluno levando em consideração os fatores favoráveis que levam um individuo a aderir à modalidade bem como suas principais problemáticas que podemos nos deparar ao realizar um curso a distância, ainda anseios em torno do processo de ensino-aprendizagem adotados em cursos realizados, além de avaliarmos as causas da conturbação dos conceitos da Educação a Distância e preconceitos.

Rodrigo Diego Gonçalves Ferreira

 

Relação teoria-prática: a abordagem humanista no ensino superior a distância do Centro Universitário Claretiano

Resumo: O artigo trata da utilização da abordagem didática humanista na EAD, mais especificamente no ensino superior do Centro Universitário Claretiano, pois na minha prática como tutora da instituição encontro as seguintes características enfatizadas por Freire (1979, 2007) e Rogers (1989): preocupação com as peculiaridades e experiências de vida dos alunos, integração professor-aluno, diálogo, cooperação e colaboração, autonomia, liberdade, professor como mediador/facilitador. Procuro mostrar que para colocar em prática essa abordagem é necessária a adequação dos docentes, ou seja, é necessário que compreendam que a relação professor-aluno vai além do campo intelectual, atingindo o campo pessoal - o aluno tem que ser visto como um todo, ou seja, compreendido em suas dimensões bio-psico-social -, pois apenas assim cria-se um vínculo afetivo que é extremamente importante para um processo ensino-aprendizagem significativo e de qualidade.

Gabriela Dias Pires

 

A inclusão da pessoa com deficiência visual na escola: contribuições da Educação a Distância

Resumo: A Educação à Distância (EAD) veio contribuir para a inclusão escolar de pessoas com deficiência visual, surgiu visando atender as pessoas impossibilitadas de realizar os estudos no período regular. Porém, com avanço das tecnologias na área da informática a educação à distancia passou a atender, também, as pessoas com deficiência. A pessoa com deficiência visual em específico, obteve maior facilidade em realizar seus estudos com a EAD devido aos sites e softwares acessíveis, conhecidos como sintetizadores de voz. No Brasil estima-se que 30% das crianças possuem algum grau de deficiência visual. Para uma pessoa com deficiência visual receber uma educação inclusiva, ela precisará de algumas medidas específicas que deverão ser tomadas para promover seu acesso ao conhecimento. A EAD neste contexto minimiza a discriminação e amplia a possibilidade de acesso à de sala de aula e às oportunidades de desenvolvimento da pessoa e da sua integração com a sociedade.

Carolina Donati Costa Machado

 

Elaboração de vídeo-aula como ferramenta complementar de aprendizagem dos dicentes da área de saúde do Centro Universitário

Resumo: A Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) vem exercendo importante participação na criação de novas oportunidades educacionais que englobam os processos de ensino-aprendizagem no mundo moderno, tendo como exemplo real a Educação a Distância (EAD), que, mediada por modernas tecnologias e pela interação entre docentes e discentes, promove uma fixação maior do conteúdo científico. Nosso objetivo é relatar a elaboração de 02 vídeo-aulas (Introdução Anatômica e Sistema Locomotor) que complementarão o Portal de Anatomia Humana destinado aos estudantes dos Cursos de Saúde do Centro Universitário Claretiano de Batatais.

Edson Donizetti Verri; Maria Eduarda Nora Rosa Castro; Bruno Ferreir

 

A sinergia entre as heurísticas de usabilidade de software e as heurísticas de ensino-aprendizagem do ponto de vista da educação a distância pela web

Resenha Científica

Fábio Neves de Miranda