Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Ação Pastoral

Corpus Christi, o Corpo de Cristo

O Dia de Corpus Christi existe desde 1264 há mais de 700 anos, e foi instaurada na Bélgica, pelo papa Urbano IV. O dia foi escolhido por iniciativa da freira Juliana de Mont Cornillon, que recebeu visões de Jesus lhe pedindo uma festa litúrgica em honra a Sagrada Eucaristia, um dos sete sacramentos determinados na Última Ceia. Muitas histórias existem em volta da celebração, principalmente, em volta da descrença do homem na presença de Deus na eucaristia. 

Foi em 1247 que fiéis realizaram a primeira procissão e, pouco tempo depois, o dia foi tomado como oficial, se tornando dever canônico mundial. A festa foi levada às vias públicas só depois de 1300 e a festa é celebrada, desde então, na primeira quinta-feira após o Dia da Santíssima Trindade, 11 de junho.

Na procissão, fiéis enfeitam o chão com flores, tapete coloridos, entre outros materiais, para formar a figura de Cristo, o pão e o cálice, representando a eucaristia. Além disso, a caminhada simboliza a caminhada do povo de Deus, em busca da Terra Prometida. Nela, Deus se faz alimento aos seus seguidores, sendo a eucaristia, o centro da vida cristã.

A Ação Pastoral e Extensão Comunitária apresenta-se como uma proposta de ações voltadas para as atividades pastorais que buscam agregar ao trabalho acadêmico da Instituição, a realização de uma educação que forme profissionais qualificados para atuarem no mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, pessoas conscientes de sua responsabilidade ética, cidadã e cristã uma vez que tal proposta vem ao encontro da efetivação do Projeto Educativo Claretiano, que se fundamenta no carisma do fundador da Congregação dos Missionários Claretianos - Santo Antonio Maria Claret, cuja base visa o desenvolvimento integral da pessoa respondendo ao direito de todos a ter acesso ao saber e ao conhecimento e, com pleno respeito à liberdade de cada indivíduo e ao métodos próprios do ambiente escolar, apresentar a proposta evangelizadora de Jesus Cristo, como sentido de vida, do cosmo e da história.