Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Ação Pastoral

Agosto, mês das vocações

Agosto é o mês das vocações para a Igreja Católica. Mês em que celebramos as vocações deixadas para os filhos de Deus, sendo elas a sacerdotal, a religiosa, a familiar e a leiga. Elas são caminhos escolhidos pelos fiéis, possibilitando seu envolvimento com as ações diárias da Igreja.

No primeiro domingo de agosto é celebrada a vocação sacerdotal. Esta vocação, que existe apenas para os homens, e representa a total dedicação da pessoa para a vida cristã, tendo vários deveres e trabalhos dentro de sua comunidade. Com ela, também, vem o voto de celibato, no qual o homem renuncia a vida familiar comum, não podendo casar e ter filhos. Ele trabalha pela salvação das almas e se entrega totalmente às mãos de Deus. A vocação sacerdotal é celebrada no primeiro domingo do mês de agosto, por se aproximar de duas importantes datas, sendo elas o Dia do Padre, 4 de agosto, que é Dia de São João Maria Vianney, patrono dos padres; e o dia 10 de agosto, Dia de São Lourenço, patrono dos diáconos. 

A segunda vocação celebrada é a vocação matrimonial, ou vocação familiar. Uma vocação para homens e mulheres que desejam ter uma vida a dois, se tornando um perante a Deus. Eles escolhem ter filhos e educa-los nas leis da Igreja e são responsáveis por sua orientação aos caminhos do Senhor. É uma vocação mútua e pautada em valores religiosos, não apenas em ideais e sonhos pessoais, que eram sonhados individualmente. A celebração acontece no segundo domingo de agosto, pois reúne a comemoração do Dia dos Pais, a Semana da Família (evento anual de paróquias e comunidades por todo o Brasil) e pela proximidade do Dia de São Joaquim, pai de Nossa Senhora, no dia 16 de agosto. 

A vocação à vida consagrada, que é tida pelos religiosos e religiosas, consagrados nos institutos e comunidades católicas, é comemorada no terceiro domingo de agosto. São homens e mulheres que se dedicam à vida da Igreja e religiosa, se abstendo da possibilidade de constituir uma família tradicional. É fincada a responsabilidade com a pobreza, castidade e obediência à Deus, e quem se entrega se realiza em uma vida a serviço do apostolado, do serviço aos mais pobres, da oração e da fé. 

Por fim, no quarto domingo, próximo ao Dia do Catequista, 28 de agosto, celebra-se a vocação leiga. Nela, fiéis batizados na fé cristã escolhem testemunhar Jesus, dentro e fora de sua comunidade, em seu trabalho e em seus lares. São pessoas que se doam ao Evangelho e praticam a palavra de Deus diariamente, colaborando para que ela seja disseminada, compreendida e realizada na vida de todas as pessoas.

Siga, represente, participe. Faça da sua vocação o direcionamento de sua vida no caminho da luz, do amor, da paz, do Senhor.

A Ação Pastoral e Extensão Comunitária apresenta-se como uma proposta de ações voltadas para as atividades pastorais que buscam agregar ao trabalho acadêmico da Instituição, a realização de uma educação que forme profissionais qualificados para atuarem no mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, pessoas conscientes de sua responsabilidade ética, cidadã e cristã uma vez que tal proposta vem ao encontro da efetivação do Projeto Educativo Claretiano, que se fundamenta no carisma do fundador da Congregação dos Missionários Claretianos - Santo Antonio Maria Claret, cuja base visa o desenvolvimento integral da pessoa respondendo ao direito de todos a ter acesso ao saber e ao conhecimento e, com pleno respeito à liberdade de cada indivíduo e ao métodos próprios do ambiente escolar, apresentar a proposta evangelizadora de Jesus Cristo, como sentido de vida, do cosmo e da história.