Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Alunos de Nutrição realizam exposição sobre valorização da diversidade cultural brasileira

30/09/2019 - Rio Claro

Na noite de terça-feira, 24 de setembro, alunos do oitavo semestre de Nutrição realizaram a Exposição Valorização da Diversidade Cultural no Brasil.

A exposição foi idealizada pela professora Camilla Gaiga, durante a disciplina de Educação Alimentar e Nutricional, que sorteou entre os alunos regiões brasileiras, para que eles pesquisassem as origens e a cultura relacionadas aos hábitos alimentares de cada localidade do país.

A partir daí, cada grupo buscou informações sobre colonização, origens familiares, tipos de alimentos consumidos e motivo pelos quais as pessoas consomem tais alimentos. Assim, os futuros nutricionistas começaram a entender um pouco mais sobre a cultura alimentar brasileira, além dos produtos mais comuns nas mesas da população.

Agatha Louise e suas colegas de grupo falaram sobre a Alemanha e sobre as regiões mais envolvida pela cultura europeia, como o Rio Grande de Sul. O grupo trouxe para os visitantes da exposição os famosos doces, alimentos gordurosos e de quebra fizeram duas receitas populares na região de uma forma um pouco mais saudável: o sonho assado (em vez de frito) e o bolo floresta negra sem glúten e com chocolate 70%.

Esse trabalho nos mostrou as diversas influências que temos em nosso país e a alemã é uma delas. Inclusive, ela é muito forte em nossa cidade. Esse misto valoriza muito a nossa história, explicou Agatha. Nossa receita foi pensada, tendo em vista locais como a Alemanha, onde as pessoas consomem muito trigo e cevada e o índice de doença celíaca é alto.

A disciplina de Educação Alimentar e Nutricional visa trabalhar a influência alimentar no nosso cotidiano das relações étnico-raciais e da história das diferentes culturas que influenciaram a formação cultural brasileira.

O conhecimento das influências culturais gastronômicas podem ajudar o profissional a ter uma visão integral de todas as relações que determinam o comportamento alimentar, a fim de planejar ações de promoção de práticas alimentares saudáveis tenham mais impacto na vida do paciente, explicou Camilla.

A exposição ficou aberta para os alunos do Claretiano - Centro Universitário durante a noite de terça-feira, que passaram pelos estudantes e tiraram todas as suas dúvidas a respeito dos alimentos que construíram a diversidade cultural brasileira.

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = =