Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

XIV Jornada de Pedagogia apresenta experiências de egressos na primeira noite de evento

08/10/2019 - Rio Claro

Na noite de ontem, 7 de outubro, aconteceu o primeiro dia da XIV Jornada de Pedagogia, que teve como tema Políticas Educacionais: O pedagogo frente às mudanças.

A atividade teve início com os agradecimentos do coordenador do curso, Prof. Manoel Valmir Fernandes, que congratulou os presentes e, principalmente, às alunas egressas que se dispuseram a contar um pouco sobre suas experiências para os estudantes de Pedagogia.

Os ex-alunos têm papel essencial na formação profissional e do curso, assim como os alunos e a comunidade. Além disso, coroa-se as formandas que apresentarão os trabalhos de conclusão de curso durante a Jornada. Vocês irão embora, mas algo ficará, em vocês e em nós, comentou Manoel.

Após os agradecimentos, as egressas do curso de Pedagogia: Eliane, Glaucia e Camila foram chamadas para contar um pouco mais sobre suas experiências profissionais, mediadas pela Prof.ª Josiane Bordignon.

Confira um pouco de cada depoimento:

Eliane

Fiz Magistério e depois ingressei no curso de Pedagogia, sendo parte da primeira turma. Minha experiência no Claretiano foi ampla, principalmente, porque meus professores trabalhavam em escolas, por isso, trocamos muitas vivências. Resolvemos conflitos, rimos e choramos juntos. A teoria e prática eram sempre aplicadas em sala de aula e isso foi um grande diferencial na minha formação. Aprendi demais e quando saí tive as mesmas experiências que desdenhei durante a graduação, é privilégio de todos mesmo enfrentar diversos problemas com a educação. Também é importante saber que a educação continuada será parte da sua vida, nós nunca deixamos de aprender. O desânimo virá, haverão dificuldades, mas o trabalho em equipe e afetividade, somos capazes de transformar a educação. Hoje sou coordenadora de uma escola e ainda estou aprendendo, estamos sempre em construção. E não esqueçam, nem tudo é como a gente quer, mas com força de vontade conseguimos ótimos resultados, parcerias e bastante conhecimento.

Glaucia

Também fiz parte da primeira turma de Pedagogia do Claretiano e, durante a graduação, também precisei cuidar da minha filha pequena. Por sorte, tive professores e colegas que sempre estiveram do meu lado, me ajudando muito. Na faculdade e depois nas escolas, aprendi que nós somos diferentes e quando olhamos a diferença com amor, nos tornamos um profissional melhor. Nas escolas que trabalhei, aprendi muito, inclusive, lembrei das lições de professores como a Simone, que tinha experiência na área particular e pública e sempre precisei buscar saber mais, a gente nunca deixa de aprender. Vai ser difícil, a gente entra nos lugares e o trabalho acontece de uma determinada forma, mas de pouco em pouco, conseguimos melhorar. É preciso ter paciência para a mudança. A pedagogia do amor alcança qualquer coisa. Hoje sou coordenadora e foi preciso entender isso para estar onde estou e o Claretiano me proporcionou muito desse aprendizado. Aqui, eu tive uma formação integral, preocupada com a parte humana de cada um e isso eu vou levar para a vida. Estou feliz por estar aqui hoje e sinto que a educação tem jeito. Precisamos batalhar e aproveitar todo o aprendizado que tivermos.

Camila

Comecei a traçar o caminho que queria percorrer desde o início da graduação, pois sempre me identifiquei demais com a área clínica. Mesmo assim, ao me formar, fiz um processo seletivo e passei, escolhendo a sala de aula. Não por escolha própria, comecei a dar aulas na educação infantil, mas não me identificava muito, era séria e de repente, as crianças também ficaram sérias. Gente, não é para ser assim! Hoje meus alunos brincam, se sujam e fazem bagunça, porque a criança precisa disso, que as atividades livres e lúdicas desenvolvem muito mais. Como a Glaucia disse, a pedagogia do amor me ensinou, eu era rígida, mas estou me entregando. Eu entendi que eu preciso ser mais amorosa para ensinar, para que a nossa relação fluísse. Hoje eu ainda quero trabalhar na área clínica e estou estudando para isso, mas graças a uma ótima gestão, que me ajuda e me orienta muito, consigo lidar com os desafios. Quero trabalhar na área clínica, mas também quero dar aulas no ensino fundamental e ter muita experiência.

Após o bate papo, os alunos foram ao prédio da educação infantil para assistirem aos trabalhos de conclusão de curso dos formandos de 2019.

Hoje acontecerá o último dia da Jornada, às 19h. O evento contará com a Noite Cultural, com apresentações dos alunos e de outros espetáculos.

Participe!

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =