Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Alunos de Engenharia visitam a Cerâmica Carmelo Fior, em Cordeirópolis

01/11/2019 - Rio Claro

No último dia de outubro, quase finalizando o semestre, os alunos de Engenharia Elétrica e Mecânica realizaram uma visita técnica na Cerâmica Carmelo Fior, em Cordeirópolis, onde puderam conhecer todo o universo do segmento, bem como, o processo produtivo, da extração da argila à saída dos pisos para a distribuição.

A Carmelo Fior é a 5ª maior cerâmica do mundo e a maior em seu segmento no Brasil, contando com cerca de 1200 colaboradores, em 4 unidades.

De acordo com a professora Viviane Geraldo, responsável pela disciplina de Comportamento Organizacional e pela visita, contou que os alunos vibraram com o volume de conhecimento oferecidos.

É durante essas oportunidades que o aluno põe a teoria em prática, além de conhecer empresas referência em seus segmentos. Isso contribui com o processo de aprendizagem dos estudantes, além de facilitar as possíveis carreiras no mercado cerâmico, muito rico na região de Rio Claro e Santa Gertrudes, contou Viviane.

Para o aluno Luciano, do segundo semestre de Mecânica, a visita foi importante por levá-lo a uma empresa renomada, onde pôde compreender os processos de fabricação.

A visita agregou muito aos meus conhecimentos, pois sempre tive curiosidade em conhecer outra cerâmica, além da que eu trabalho. Andando pela fábrica, observei coisas que vou sugerir ao meu coordenador, para que haja melhorias em nossos serviços, explicou Luciano.

Para Davi, também do segundo semestre de Mecânica, a experiência não foi diferente.

Pudemos conhecer uma indústria com alto investimento em tecnologia e aprimoramento de métodos. O que antes era feito com as mãos, hoje foi otimizado com máquinas equipadas, o que mantém a saúde dos colaboradores em diversos aspectos. Na visita, pudemos aprender como é trabalhar com os principais componentes da Engenharia Elétrica e Mecânica, como em motores elétricos, polias e correias, engrenagens e correntes, nos mostrando a conexão entre essas duas áreas da engenharia, explanou Davi.
= = =