Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Primeira Oficina de Parentalidade aconteceu na última sexta, no Claretiano

02/12/2019 - Rio Claro

Nesta sexta-feira, 29, aconteceu pela primeira vez a Oficina de Parentalidade, iniciativa do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), que busca provocar reflexões em pais e mães que passam por conflitos relativos à ruptura da relação conjugal.

A oficina já acontece em outras cidades e em Rio Claro a sede das atividades, realizadas uma vez ao mês, será no Claretiano - Centro Universitário. Como o CEJUSC, órgão que tem contato com famílias nessa situação, é parceiro do Claretiano - Centro Universitário desde 2014, os coordenadores das duas instituições enxergaram uma oportunidade de aprendizado, tanto para alunos e professores do Claretiano, como para a população, que pode encontrar soluções para os seus problemas nesses encontros. A atividade é parceira dos cursos de Direito, Nutrição, Pedagogia e Psicologia.

Nas oficinas, expositores que fazem parte do CEJUSC realizam palestras para os pais. O objetivo é informar, principalmente, sobre como os filhos são afetados por um divórcio e por conflitos familiares. Em contrapartida, as crianças e os adolescentes passam uma tarde desenvolvendo atividades de reflexão, brincadeiras, dinâmicas etc., com futuros pedagogos do Claretiano e expositores do CEJUSC, para poderem compreender um pouco mais sobre o conflito e sobre eles mesmos.

A oficina acontecerá mensalmente, a partir de 2020, nas instalações do Claretiano de Rio Claro e as famílias serão selecionadas pelo próprio CEJUSC. Caso haja interesse em participar das oficinas, entre em contato em (19) 3524-4722, para compreender o processo de seleção.

Além do Claretiano e o CEJUSC, a oficina foi amparada pelo Fundo Social, que doou a alimentação dos participantes. Também, a oficina recebeu patrocínio da Tigre, da Associação Betesda, da Papelaria dos Contadores, da Agger Informática e da Igreja do Nazareno.

A abertura da oficina contou com a presença do prefeito de Rio Claro, João Teixeira Júnior; a primeira dama e presidente do Fundo Social, Paula Silveira Costa; o juiz, Wagner Lima; o Pró-Reitor Acadêmico do Claretiano - Centro Universitário, Prof. Esp. Leandro Pauletti; os coordenadores de curso, Ricardo Bittar Filho, Manoel Fernandes; a professora Michele Cecatto; a gestora do CEJUSC, Larissa Moraes; o presidente da Associação Betesda e da Igreja do Nazareno, Rev. Luis Henrique Biazon; além de apoiadores, conciliadores, expositores.

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =