Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Professor de Pedagogia conta experiência com educação em aldeia Xavante, no Mato Grosso

13/07/2020 - Rio Claro

Durante a disciplina de Educação e Pedagogia, alunos de Pedagogia, orientados pelo Prof. Dr. Alexandre Cruz, compreenderam a educação de uma forma interativa e diferente: a educação indígena, uma modalidade de educação básica que no futuro os alunos poderão ter contato.

No final dos anos 90, Alexandre teve uma experiência com a educação indígena na aldeia Xavante, localizada no município de Barra do Garça, no Mato Grosso. Em aula, o professor apresentou imagens da aldeia, da escola, do cemitério, da dança e muito mais.

As alunas ficaram encantadas e o retorno foi excelente, disse Alexandre. A aldeia era distante, tendo acesso apenas por estrada de terra. Durante alguns dias pude aprender sobre a cultural local, bem como com o ensino naquela aldeia.

Alexandre frisou 3 importantes fatores da educação indígena: ela é flexível, é democrática e leva em consideração a língua, a vontade e a realidade das comunidades. Depois da aula, em formato de reflexão, o professor questionou aos alunos sobre o que a aula representou para eles. Para a aluna Carla Godoy, ficou clara a importância de compreender as diferenças culturais dos povos.

O que para nós pode parecer algo de outro mundo, para eles é normal, natural, disse a aluna. Acredito que todos devíamos ter essa experiência pelo menos uma vez na vida, nós veríamos o mundo com outros olhos, concluiu.

Para Julia Medeiros, aprender mais sobre a cultura indígena a fez refletir sobre a cultura ocidental, na qual vive.

Eu sinto que as tribos não possuem uma sociedade líquida como a nossa, disse Julia. Achei essencial a aula e agradeço o professor por ter compartilhado sua experiência conosco, finalizou.

= = = =