Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Professor celebra 20 anos de história no Claretiano

11/08/2020 - Rio Claro

A história do professor Tiago Contiero no Claretiano começou no ano 2000, quando ingressou no Claretiano - Colégio, antigo Colégio Integrado. De acordo com ele, desde sempre a preocupação com a formação e a qualidade de ensino foram características presentes nas diretrizes do colégio.

A estrutura física do colégio era bem diferente, já que a mudança para as dependências atuais, no bairro Cidade Claret, ocorreu apenas alguns anos antes, em 1997.

Antes disso, já havia uma relação entre o professor e os Claretianos, já que sua avó e sua mãe participavam da antiga Pastoral Vocacional do Seminário Claret desde os anos 80 e ele as acompanhavam desde criança, trabalhando nos encontros vocacionais, participando de missas, de momentos de oração, entre outros.

Tiago concluiu o ensino médio e ingressou no curso de História, da Unesp de Franca e uma parte de seu estágio obrigatório foi realizado no Claretiano - Colégio. Em 2008, já formado, começou a trabalhar como secretário do Pe. Brás, que então era Diretor Administrativo do Claretiano, dando o pontapé inicial na sua trajetória como colaborador.

Antes de começar a faculdade eu já trabalhava como secretário paroquial para ajudar a pagar a escola. Depois de formado fui contratado na função, além de auxiliar nas atividades da Direção Comunitária.

Na mesma época iniciou seu mestrado em Ciência da Religião na PUC-SP em 2009 e se tornou tutor dos cursos de História e Teologia pelo Claretiano - Centro Universitário de Batatais, função que exerce até hoje. O professor explicou que muitas coisas eram diferentes na época que começou o trabalho na educação a distância.

Havia vários encontros presenciais, o material ainda era 100% apostilado e naturalmente não havia a tecnologia que temos hoje. Ainda assim, já estávamos avançados em comparação às outras instituições, tínhamos uma Sala de Aula Virtual extremamente funcional e com muitos recursos para a época. Hoje ela é ainda mais funcional, contribuindo cada vez mais com a prática docente e possibilitando aos alunos estudar de smartphones e tablets, algo inimaginável quando comecei a dar aulas.

Depois de concluir o mestrado, Tiago iniciou sua trajetória também como professor da instituição, dessa vez em Rio Claro. Começou ministrando a antiga disciplina Antropologia Teológica (hoje chamada de Antropologia, Ética e Cultura) e até hoje é professor de vários cursos. Além dessa, Tiago ministrou as disciplinas de: Tópicos Filosóficos; Antropologia e Sociologia Jurídica; História, Cultura e Sociedade; História da Educação; e Relações Étnico-raciais e Direitos Humanos. Nas áreas específicas da Gestão trabalhou com as matérias de Comportamento Organizacional e Avaliação de Desempenho. Nesse período também iniciou o doutorado.

Praticamente emendei o Mestrado ao Doutorado, também em Ciência da Religião. Durante esse período, o Claretiano me apoiou para participar das aulas, congressos e eventos exigidos na formação, algo muito importante para eu poder dar seguimento aos estudos. No Claretiano, inclusive, fiz especialização em Gestão de Recursos Humanos.

Em 2019, Tiago participou da Comissão Organizadora dos 90 anos da Presença dos Missionários Claretianos em Rio Claro, evento que durou todo o ano, reunindo celebrações, atividades e a marcante abertura do Claretiano - Memorial de Rio Claro.

Foi uma experiência incrível, na qual pudemos resgatar a história e a importância dos Claretianos na cidade. Nesse contexto, fui um dos responsáveis pela montagem do Claretiano – Memorial de Rio Claro, um espaço dedicado justamente a contar essa história nas diversas frentes de ação dos Missionários Claretianos, desde a época do Seminário até os dias atuais.

Completando 12 anos nas atuais funções, Tiago tem para si que sua relação com o Claretiano teve início lá com a avó e a mãe, durante as atividades do Seminário ainda no final dos anos 80.

Minha infância foi marcada pelas atividades no Seminário. Passei muitos finais de semana jogando bola com os seminaristas, participando dos teatros e cerimônias religiosas. Depois fui estudante, colaborador administrativo e atualmente professor. Sou muito grato aos Missionários Claretianos por tudo o que sou hoje.

Parabéns pela sua história, professor.

É uma honra tê-lo como parte do Claretiano – Rede de Educação. 

= = =