Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

Notícias

Claretiano no I Simpósio de Preservação do Patrimônio Artístico e Cultural Católico

28/08/2017

Na última semana, em 25 e 26 de agosto, os professores do Claretiano - Rede de Educação, Dr. Wagner Montanhini e Ms. Tiago Tadeu Contiero, participaram do I Simpósio de Preservação do Patrimônio Artístico e Cultural Católico, no Teatro TUCA, da PUC São Paulo.

O Simpósio visa "refletir e discutir a problemática do patrimônio material e imaterial, cultural e artístico católico, a partir do documento que institui legalmente o Acordo Brasil Santa Sé. Esse acordo foi inicialmente assinado em 07 de janeiro de 1890, reconhecendo a personalidade jurídica da Igreja Católica, logo após a Proclamação da República. Revisto e ratificado, o Acordo Brasil Santa Sé foi ampliado e promulgado em 11 de fevereiro de 2010". 

De acordo com o Prof. Dr. Wagner, o simpósio é um evento de extrema relevância, por tratar da memória histórica católica do nosso país. "Foram debates pertinentes ao assunto, envolvendo tanto as autoridades eclesiásticas e civis, como historiadores, arquitetos, juristas". Foram discutidas medidas e orientações, para enriquecer a formação das comunidades, padres, bispos, etc. Saiba mais aqui!

Agora, em setembro, os dois professores participarão de uma visita a Roma, na qual farão ligação direta com a Santa Sé. "Este evento foi uma prévia, uma preparação para o que trataremos em Roma, junto ao Pontifício Conselho para Cultura do Vaticano, que objetiva desenvolver uma relação de proximidade para atração de verbas e troca de informações e formação, ligados a bens culturais da Igreja e sua memória, preservação e conservação. Seremos recebidos para atividades acadêmicas e orientações, junto a d. Carlos Azevedo, que é o Delegado Pontifício do Conselho, ou seja, o representante do Papa", concluiu Wagner.

Evidentemente, uma aproximação como essa é de grande importância e leva também o nome do Claretiano até junto de um importante órgão do Vaticano que receberá nossos dois docentes para atividades de formação cultural e acadêmica. Conforme destaca o Prof. Ms. Tiago, “teremos uma série de momentos de formação, de conhecimento e aprofundamento sobre como a Igreja hoje está cuidando de seu patrimônio material e imaterial. Como vimos no Simpósio em São Paulo, mais de 75% do patrimônio histórico artístico brasileiro tem ligação com a Igreja e precisa ser preservado e voltado para a comunidade. Isso faz parte do acordo Brasil-Santa Sé e é algo que veremos em nossas atividades junto ao Vaticano”.

= = = =