Infelizmente essa página não possui suporte a impressão.

            O Projeto apresenta o trabalho a ser desenvolvido nas áreas administrativas, pedagógicas e sociais, envolvendo a natureza da instituição e as dimensões de trabalho da educação superior.

            O projeto de avaliação institucional da Faculdade Claretiana de Brasília destaca, num primeiro momento, a necessidade de sensibilizar todos os envolvidos nesse processo, no sentido de apontar formas de acordar a consciência coletiva para, depois, encontrar os indicadores que levarão aos ajustes entre as pessoas e os objetivos.

            Entendemos que a avaliação institucional é um exercício necessário ao qual nos dedicaremos, e ao mesmo tempo tem se apresentado como um problema real.

            O projeto apresenta o trabalho a ser desenvolvido nas áreas administrativa, pedagógica e social, envolvendo a natureza da Instituição e as dimensões de trabalho da Educação Superior.

            Ele é construído no contexto de uma realidade complexa, e sua estruturação revela as características das inter-relações existentes na Instituição e no contexto social. Suas possibilidades e seus limites passam por questões do contexto externo e interno da Instituição. Nessa tarefa, os meios são determinados pelos fins, para, a partir daí, definir ações, tarefas que se desdobrarão em ações e em pessoas que se responsabilizarão pelas diferentes tarefas. O projeto cria momentos de tomada de decisões que deverão refletir a síntese de um trabalho coletivo da Mantenedora, da Faculdade Claretiana de Brasília e seus colegiados.

            Reconhecemos que estamos num processo de construção de uma avaliação institucional, o que já significa que a Instituição está disposta a encontrar caminhos que possam apontar os indicadores de mudanças, priorizando sempre a qualidade destas.

            A garantia em relação aos aspectos qualitativos referentes aos instrumentos do processo avaliativo da Instituição é, no momento, um caminho para análise das mudanças, da ressignificação de conceitos, da reelaboração dos instrumentos e do reordenamento da prática desenvolvida.

            A avaliação institucional é como um privilégio para a Faculdade Claretiana de Brasília, ao permitir que se desenvolva a percepção do conjunto de problemas que estão presentes em nossa realidade; é o instante destinado à realização de um balanço do trabalho.

            De acordo com os estudos e a análise do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES, os dados têm sugerido que, a cada avaliação, devem ocorrer mudanças no processo. Cada vez mais, as contribuições de alunos, professores, coordenadores, diretores e funcionários têm indicado formas significativas para as mudanças. Esse é um caminho que ajuda a dar novos significados às ações, além de inevitavelmente incorporar conduta de compromisso e colaboração para o alcance de resultados qualificados, bem como de aperfeiçoamento dos instrumentos avaliativos.

            Todo processo avaliativo institucional se orienta por determinada concepção de ser humano, de sociedade, de cultura e de educação, explicitada na Missão e no Projeto Educativo da Faculdade Claretiana de Brasília, razão pela qual a avaliação não pode ser neutra, pois ela redireciona os avanços, identifica as conquistas, as dificuldades e reorienta a prática.

            Dessa forma, a avaliação institucional pode garantir sua condição processual, dinâmica, participativa e problematizadora:

• processual, enquanto ocorre de forma permanente, durante o desenvolvimento da Instituição, verificando seus avanços, dificuldades e possibilidades;

• dinâmica, enquanto utiliza os diferentes instrumentos e procedimentos para o acompanhamento do trabalho nos diferentes segmentos da Instituição;

• participativa, enquanto envolve tudo e todos numa reflexão e numa prática conjunta e contextualizada;

• problematizadora, enquanto investiga as possibilidades e necessidades institucionais para poder intervir, levantar dados e traçar novos indicadores de ação.

            Assim, a avaliação institucional poderá exercer sua função aglutinadora de informações, análise e crítica permanentes e, ao mesmo tempo, exercer sua função irradiadora Assim, a avaliação institucional poderá exercer sua função aglutinadora de informações, análise e crítica permanentes e, ao mesmo tempo, exercer sua função irradiadora dos indicadores de mudança para ressignificação de metas, reelaboração de instrumentos e reordenamento da prática.